SOBRE NÓS

E LÁ SE FOI O TEMPO...

Era o ano de 1991, o companheiro Pedro Leopoldo, havia retornado de férias da sua cidade Natal, Volta Redonda(RJ), entusiasmado com o que vira por aquelas plagas. Seus amigos e companheiros de infância faziam parte de um grupo de jipeiros que tinham como diversão, trilhas e passeios a locais inóspitos, com bastante lama e muitas dificuldades. Como ele já possuía um Jeep Willys para os seus trabalhos na fazenda da família, tentou nos convencer de que poderíamos formar um grupo de jipeiros para efetuarmos passeios e trilhas por esta região. Ao aceitarmos um convite de outro primo comum para um almoço na zona rural de Paranatama(PE), e sob o efeito dos licores e petiscos oferecidos, fomos nos acostumando com tal idéia. A qual respondemos que, "ao chegarmos aquele nível de euforia, com certeza, formaríamos um jeep clube". Não demorou muito para a idéia se consolidar. Partimos então para arregimentar pessoas que já possuíam jeeps, na cidade e região, para juntos formarmos um clube. Os primeiros convidados foram pessoas que já tinham uma ligação muito grande com o Jeep, como: Zá Antonio, Drº. Ivaldo Oliveira, Pimenta, Português, Toinho Lustosa, Major Cerdá, Hélio Tadeu e o próprio Pedro. E marcamos um passeio pelas ruas da cidade. Quem possuía um Jeep, guiava o seu, quem não possuía seguia de zequinha. E assim fizemos o primeiro passeio do já futuro Jeep Clube de Garanhuns. Daí foram surgindo as idéias de conhecer outros clubes existentes neste imenso Nordeste. A Paraíba se destacava por possuir já alguns clubes de jeeps em Areia, Campina Grande, João Pessoa e faziam festas com competições bastantes acirradas. À princípio começamos a frequentar a Fazenda do nosso amigo Mauro Lima (in memorian), com bastantes elevações, grutas e lamaçais o que nos aprimorou para podermos participar das competições que havíamos visto em Areia e tentarmos uma colocação digna de um novo Club. O que nos surpreendeu, já que ao participarmos, pela primeira vez em Areia(PB), tivemos uma colocação bastante razoável, com alguns terceiros lugares e alguns pontos ao nosso favor. A trilha de Areia era longa e "braba". A pista, de primeira linha, a recepção, feita por nosso amigo Felipe Baracho , impecável. Após alguns anos, frequentando as festas de Jeep por este Nordeste e aprendendo com os mais antigos jipeiros, é que nos arriscamos a realizar o nosso Primeiro Festival de Jeep de Garanhuns, nas terras do nosso anfitrião Mauro de Souza Lima (in memorian) que nos franqueava o local para os finais de semana e para as tomadas de tempo e aperfeiçoamento da corrida. Isto seguiu por uns três a quatro anos no mesmo local. Até que tentamos mudar de local e utilizamos as terras do Galego Alves, que gentilmente nos cedeu suas instalações para que nós realizássemos o quarto/quinto festival do Jeep. Foi quando surgiu a oportunidade de utilizarmos uma área que estava servindo de despejos de metralhas e entulhos onde antes fora o campo de pouso de aeronaves. Conhecido como o Campo de Aviação, já desativado e mudado de lugar. Lá chegando, cuidamos em fazer uma pista de jeep, com várias dificuldades, aproveitando os desníveis do próprio terreno. E, começamos uma nova fase. Daí, pela recepção e o acolhimento dos associados, foi que sentimos que se podia investir em uma infraestrutura mais adequada para o uso ao qual se destinava e tornar aquele terreno numa pista de Jeep com o conforto que os seus associados e convidados mereciam. Com a ajuda do empresariado da cidade, das autoridades governamentais e da boa vontade de todos os jipeiros, foi que conseguimos erguer uma pista dupla com todas as dificuldades necessárias para uma competição. Com arquibancadas para duas mil pessoas sentadas (cobertas quando dos Festivais), área Vip para os jipeiros e familiares, estacionamento próprio para todos, sanitários, iluminação, som e área de serviços com bares e similares. O que nos tornou o melhor local para provas de Jeep de todo o Nordeste Brasileiro. Isto elevou o nome do "Jeepgus" em todos os recantos do País. Passamos, então, a nos tornar referencia em relação a provas de Jeep em todo o País.


Por aí seguimos, sendo considerados a melhor festa de Jeeps do Nordeste e a segunda maior do País, pelo número de jipeiros presentes. Orgulha-nos, portanto, pertencer a este quadro de sócios do Jeep Clube de Garanhuns, ao qual dedicamos boa parte da nossa existência. E deixar claro que ainda podemos mais, já que não faltou até hoje e nem haverá de faltar, coragem, vontade, força e dedicação para continuar fazendo o possível para engrandecer esta entidade sócio-recreativa. Aos novos filiados, deixamos esta pequena mostra do quanto ainda podemos fazer para a melhoria dessa classe , que é , sem sombra de dúvidas apaixonada pelo ronco do motor de um veículo traçado, valente e que... só nos faz felizes...!!!

INSCREVA-SE XXVI FESTIVAL DO JEEP GARANHUNS

INSCRIÇÃO

Parceiros

PARCEIROS Conheça as empresas que apoiam o Festival do Jeep.